Enquadramento

Os edifícios escolares caraterizam-se por serem edifícios de serviços com uma utilização particular, em que o horário de funcionamento inicia-se, geralmente, de manhã cedo e termina no final da tarde, e não existindo uma utilização regular de muitas das divisões ocupadas. Assim, o uso eficiente da energia nestes edifícios está dependente de uma gestão correta das instalações e de uma manutenção qualificada por forma a minimizar os custos associados ao consumo e ao aumento das tarifas de eletricidade.

Por outro lado, nota-se uma ausência de conhecimentos, ou até deficiente utilização, por parte de quem utiliza e gere o parque escolar, havendo a necessidade de dotar os gestores (direção/conselho administrativo) e utilizadores do parque escolar (professores e funcionários) de conhecimentos de como manusear e gerir os equipamentos energéticos instalados.

É neste âmbito que a ADENE, com o financiamento do Plano de Promoção da Eficiência no Consumo” (PPEC) da ERSE e no quadro da sua atividade no domínio do apoio às políticas públicas, promove uma medida de carácter intangível, que tem como objetivo geral criar a figura do “Tutor de Energia” em 120 agrupamentos de escolas, através da aquisição de competências para a gestão de energia. Este programa de formação específico será complementado com ações de sensibilização junto da comunidade escolar, destinadas a professores, funcionários e alunos, tendo como objeto a sensibilização para a utilização racional de energia e adoção de práticas comportamentais sustentáveis na área da eficiência no consumo de energia elétrica nos serviços e equipamentos da administração local.

Objetivos

A medida proposta enquadra-se no Programa “Comunicar Eficiência Energética” do Plano Nacional de Ação para a Eficiência Energética/Estratégia para a Eficiência Energética (PNAEE 2016), inserindo-se ainda no âmbito das medidas “Energia nas Escolas” e “Energia no trabalho”

A medida surge ainda como um contributo para a prossecução dos objetivos do Programa de Eficiência Energética na Administração Pública – ECO.AP, o qual constitui um instrumento de execução do PNAEE 2013-2016, dado que os agrupamentos-alvo são equipamentos na esfera da Administração Pública.

Neste contexto, a medida “Tutores de Energia” tem como principal objetivo promover comportamentos mais eficientes no que respeita ao consumo de energia no setor escolar, contribuindo para eliminar a barreira de mercado relativa à tomada de decisão acertada e eficiente por parte dos utilizadores e gestores do parque escolar.

A medida contribuirá para ultrapassar os poucos conhecimentos sobre eficiência energética, e a deficiente utilização dos equipamentos e tecnologias energéticas instaladas, por parte de quem utiliza e gere o parque escolar.

A criação da figura do “Tutor de Energia” será um dos meios mais apropriados para combater a falta de informação que o sector escolar sente em relação às questões da eficiência energética.

Por outro lado, ao ser complementado por ações de sensibilização junto da restante comunidade escolar, potenciará a interiorização de conhecimentos sobre eficiência energética e a mudança de hábitos.

A RNAE – Associação das Agências de Energia e Ambiente (Rede Nacional) participa na execução da medida enquanto entidade aglutinadora das Agências de Energia e de Ambiente de âmbito municipal e regional, desempenhando uma função de promoção das Agências e de plataforma de definição de estratégias conjuntas para o setor da energia.

Métodos Pedagógicos

A formação será desenvolvida e implementada em quatro (4) etapas:

  • Etapa 1 – Preparação da medida;
  • Etapa 2 – Campanha de divulgação e comunicação
  • Etapa 3 – Organização de ações de formação e sensibilização.
  • Etapa 4 – Avaliação e monitorização

Etapa 1 – Preparação da medida

A preparação da medida incluirá o desenvolvimento de conteúdos para as ações de formação de Tutores de Energia, a acreditação das ações de formação de Tutores de Energia, o desenvolvimento de conteúdos para as ações de Sensibilização, para o folheto de divulgação, bem como para o Manual do Tutor de Energia, as quais serão complementadas com o design e a produção destes materiais promocionais (60.000 folhetos, 450 Manuais do Tutor de Energia, 40.000 etiquetas de sensibilização).

Etapa 2 – Campanha de divulgação e comunicação

Esta tarefa incidirá fundamentalmente na criação e manutenção de uma área específica no Portal da ADENE, onde será disponibilizada informação relevante sobre o projecto. A divulgação e comunicação englobarão ainda o contacto com os Agrupamentos de Escolas, as Comunidades Intermunicipais e as Direções de Serviços da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE), assim como a produção e publicação de notícias, anúncios e artigos na imprensa, incluindo a realização de e-mailings de divulgação da medida.

Etapa 3 – Organização de ações de formação e sensibilização

Serão realizadas 3 Ações de Formação de Formadores de Tutores de Energia, de 20 Ações de Formação de Tutores de Energia e de 360 Ações de Sensibilização “A Agência vai a Escola”. O universo abrangido será de 200 Tutores de energia (formação) e 45.000 alunos e funcionários de estabelecimento escolares (sensibilização).

Etapa 4 – Avaliação e monitorização

A execução destas tarefas incluirá a realização de inquéritos à satisfação de professores, alunos e funcionários, a análise da faturação, a monitorização dos indicadores definidos e a divulgação dos resultados através dos recursos da ADENE e dos parceiros, RNAE e agências locais de energia.

Benefícios da medida

Os benefícios resultantes da medida serão fundamentalmente de carácter comportamental Trata-se de alteração de aspetos comportamentais relativos à utilização final de energia, isto é, medidas indutoras e promotoras de uma utilização racional de energia, que se pretendem que, a jusante, indiciem uma utilização mais eficiente da energia, quer nas escolas, como, também, nas residências dos alunos, professores e funcionários.

Conteúdos programáticos

  • Caracterização Energética das Instalações
    • Envolvente;
    • Sistemas AVAC;
    • Sistemas de produção AQ;
    • Iluminação e equipamentos
  • Auditorias Energéticas e Planos de Racionalização Energética
  • Análise de faturas de energia
  • Plano de Ação para a Eficiência Energética
  • Caracterização energética de escolas

Destinatários

Diretor/Conselho Administrativo do Agrupamento de Escolas, professores e funcionários dos estabelecimentos escolares, alunos, pais e encarregados de educação dos alunos.

Certificado de Formação

Texto

Preço

000,00€ + IVA

Carga Horária

Laboral 32 horas

Tipo de Ensino

Presencial

Informações

formar@adene.pt

Close Menu

Este site usa cookies. Ao continuar a navegar, concorda com a utilização dos cookies do nosso site. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close