Enquadramento

A transposição para a legislação nacional da nova Diretiva Europeia sobre o Desempenho Energético de Edifícios, materializada através do Decreto-Lei n.º 118/2013, assegurou a revisão da legislação existente, e no caso do Regulamento de Desempenho Energético dos Edifícios de Comércio e Serviços (RECS), implicou a definição de novos requisitos e de metodologias para a avaliação do desempenho energético dos edifícios, as quais passam a basear-se em quatro pilares: o comportamento térmico, a eficiência dos sistemas, a instalação, a condução e a manutenção de sistemas técnicos. Para além disso, são ainda definidos requisitos específicos para edifícios novos, edifícios sujeitos a grandes intervenções e edifícios existentes.

Esta formação também confere os conhecimentos necessários para uma adequada preparação para exame de PQ-II.

Mais informação em Perito Qualificado II

Objetivos

Este curso tem por objetivo proporcionar aos participantes uma formação sólida, dos pontos de vista teórico e prático, relativos aos conceitos fundamentais sobre os edifícios de comércio e serviços no seu todo (envolvente, sistemas, equipamentos e metodologias de cálculo), a qual estará subordinada ao definido no RECS.

A frequência desta formação permite igualmente aos participantes a aquisição dos conhecimentos necessários para uma adequada preparação para exame de PQ-II.

Métodos Pedagógicos

Os conteúdos são apresentados em formato powerpoint, com exposição oral, e serão distribuídos aos formandos em suporte papel.

Formação em Português.

Conteúdos programáticos

• Âmbito de aplicação do SCE
• Introdução ao novo RECS
• RECS – edifícios novos e grandes intervenções
• Aspetos transversais à regulamentação
• Envolvente
• Sistemas de climatização
• Preparação de AQS
• Sistemas de iluminação
• Elevadores
• Sistemas de energia renovável e sua contribuição
• Outras soluções de eficiência energética
• Elementos para licenciamento
• Demonstração da viabilidade económica
• Exemplos práticos
• Ventilação
• Caudal mínimo de ar novo
• Ventilação natural
• Ventilação mecânica
• Exemplos práticos
• Metodologias de cálculo – IEE
• Indicadores de eficiência energética
• Metodologia de cálculo do IEE do edifício e IEE de referência
• Exemplos práticos
• RECS – edifícios existentes
• Exemplos práticos
• Sistemas de regulação, controlo e gestão técnica
• Ensaio e receção provisória das instalações
• Limiares de proteção e condições de referência
• Manutenção

Política de Descontos

Membros da Ordem dos Engenheiros

Os engenheiros que integram a Ordem dos Engenheiros (OE) usufruem de 5% de desconto no valor da inscrição deste curso, nas edições a realizar em Lisboa.

Envie o seu nº de membro para formar@adene.pt e inscreva-se!

Destinatários

• Engenheiros mecânicos, engenheiros técnicos mecânicos, engenheiros eletrotécnicos, engenheiros técnicos de energia e sistemas de potência, especialistas em engenharia de climatização ou energia.

• Candidatos a profissionais da categoria PQ-II, no âmbito do RECS.

Certificado de Formação

No final do Curso é entregue um Certificado de Formação a cada um dos participantes.

Preço

700€ + IVA
665€ + IVA (membros OE)

Carga Horária

Laboral 32 horas

Tipo de Ensino

Presencial

Informações

formar@adene.pt

Em ambiente de exame, será disponibilizado para consulta, o seguinte material informativo:

1. LEGISLAÇÃO 

         Índice legislação Exames PQ-I e PQ-II (versão 14.0)

Lei n.º 52/2018, quinta alteração ao DL n.º 118/2013 que aprova o SCE, o REH e o RECS

 2. Decreto – Lei n.º 68-A-2015

 3. Lei n.º 58-2013 – Técnicos SCE 

 4. Portaria n.º 349-A/2013 – Competências e taxas

     Portaria 115/2015 – alteração dos Anexos I, III, IV e V da Portaria n.º 349-A/2013

     Portaria 39/2016 – segunda alteração do Anexo IV da Portaria n.º 349-A/2013

 5. Portaria n.º 349-B/2013 – Requisitos

     Portaria n.º 379-A/2015 -1ª alteração à Portaria n.º 349-B/2013

     Portaria n.º 319/2016 – 2ª alteração à Portaria n.º 349-B/2013

 6. Portaria n.º 349-C/2013 – Elementos para licenciamento – fichas de cálculo

     Declaração de retificação n.º4/2014 – retifica a Portaria n.º 349-C/2013

     Portaria n.º405/2015 – 1ª alteração à Portaria n.º 349-C/2013

 7. Portaria n.º 17-A/2016 – 1ª alteração à Portaria n.º 349-D/2013

 8. Portaria n.º 353-A/2013 – RECS Ventilação e QAI

      Declaração de retificação n.º2/2014 – retifica a Portaria 353-A/2013

 9. Portaria n.º 66/2014 – Formação técnicos SCE

10. Despacho 15793-C/2013 – modelo do CE

11. Despacho 15793-D/2013 – fatores de conversão

     Declaração de retificação n.º129/2014 – retifica o Despacho nº. 15793-D/2013 

12. Despacho 15793-E/2013 – regras de simplificação para edifícios existentes e sujeitos a grandes intervenções

       Valores por defeito para edifícios existentes

13. Despacho 15793-F/2013 – zonamento climático e respetivos dados

       Declaração de retificação n.º130/2014 – retifica o Despacho nº. 15793-F/2013

14. Despacho 15793-G/2013 – ensaio e receção provisória das instalações

15. Despacho 15793-H/2013 – contabilização de sistemas para aproveitamento de fontes de energias renováveis

      Despacho n.º 3156/2016 – 1ª alteração do Despacho n.º 15793-H, substituindo o programa de cálculo pelo SCE.ER

      Despacho n.º 10346/2018 – 2ª alteração do Despacho n.º 15793-H/2013, definindo procedimentos e critérios de validação das ferramentas alternativas ao SCE.ER.

16. Despacho 15793-I/2013 – metodologia de cálculo para determinar as necessidades nominais de energia útil e energia primária

      Declaração de retificação n.º128/2014 – retifica o Despacho nº. 15793-I/2013

      Despacho n.º 3777/2017  – alteração do n.º 1 do ponto 3.2 do Despacho n.º 15793-I/2013

17. Despacho 15793-J/2013 – determinação da classe energética

18. Despacho 15793-K/2013 – parâmetros térmicos

      Declaração de retificação n.º127/2014 – retifica o Despacho nº. 15793-K/2013

19. Despacho 15793-L/2013 – metodologia de apuramento da viabilidade económica

20. Despacho n.º 7113/2015 – critérios de seleção de verificação da qualidade dos processos efetuados pelos técnicos do SCE 

21. Despacho n.º 14985/2015 – metodologia de cálculo da contribuição da energia renovável obtida a partir de bombas de calor

22. Extrato da norma EN 137779 – ventilação em edifício não residenciais

23. Decreto Legislativo Regional n.º 4/2016/A – Adapta à Região Autónoma dos Açores o SCE

24. Portaria nº 31/2016 de 23 de março – Aprova o regulamento das taxas devidas pelo registo dos pré-certificados (PCE) e dos certificados (CE SCE), no âmbito do Decreto Legislativo Regional n.º 4/2016/A, de 2 de fevereiro

25. Portaria n.º 32/2016 de 23 de Março – Define o conteúdo e o sistema de formação complementar e de avaliação  dos peritos qualificados de categoria PQ-I para efeitos de certificação energética de pequenos edifícios de serviços dotados de sistemas de climatização com potência nominal entre 25 kW e 40 kW, no âmbito do Regulamento de Desempenho Energético dos Edifícios de Comércio e Serviços (RECS), nos termos previstos nos n.ºs 1 e 2 do artigo 14.º do Decreto Legislativo Regional n.º 4/2016/A, de 2 de fevereiro

26.  Portaria nº 33/2016 de 23 de março – Aplica na Região Autónoma dos Açores os requisitos de conceção relativos à qualidade térmica da envolvente e à eficiência dos sistemas técnicos dos edifícios de comércio e serviços novos, sujeitos a intervenção e existentes, previstos na Portaria n.º 349-D/2013, de 2 de dezembro, alterada pela Portaria n.º 17-A/2016, de 4 de fevereiro

27. Portaria nº 34/2016 de 23 de março – Aplica na Região Autónoma dos Açores a metodologia de determinação da classe de desempenho energético para a tipologia de pré-certificados e certificados SCE, bem como os requisitos de comportamento térmico e de eficiência dos sistemas técnicos dos edifícios novos e edifícios sujeitos a intervenções, definidos na Portaria n.º 349-B/2013 de 29 de novembro, alterada pela Portaria n.º 379-A/2015, de 22 de outubro

28. Despacho n.º 523/2016 de 23 de Março – A altitude de referência – ZREF –, a considerar na Região Autónoma dos Açores, para ajustes em altitude nas estações de aquecimento e arrefecimento, é de 126m

29. Despacho n.º 524/2016 de 23 de Março – O fator de conversão para energia primária, Fpu, a utilizar na determinação das necessidades nominais anuais de energia primária de edifícios de habitação e do indicador de eficiência energética (IEE) de edifícios de serviços, é 2,18 kWhEP/kWh para eletricidade, independentemente da origem (renovável ou não renovável)

30. Despacho n.º 525/2016 de 23 de Março – Aprova o modo de emissão e os modelos associados aos diferentes pré-certificados (PCE) e certificados (CE SCE), a emitir para os edifícios novos, sujeitos a grande intervenção e existentes

2. Perguntas & Respostas do Sistema de Certificação Energética de Edifícios (SCE)  | Outubro de 2018

3. ITE 50 (LNEC)

  • Marcadores de cor: castanho e vermelho
  • Computador Portátil (para utilização de folha de cálculo Excel)
  • Máquina calculadora
  • Dossiê do formando (entregue no primeiro dia do curso)
  • Legislação disponível para consulta no exame (preferencialmente, impressa)

Questões tipo

Seguem-se algumas questões de apoio à preparação para o Exame de PQ-II

Calendário das próximas edições

Para proceder à sua inscrição, clique na edição que pretende frequentar

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Close Menu

Este site usa cookies. Ao continuar a navegar, concorda com a utilização dos cookies do nosso site. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close