Enquadramento

Ao nível da administração local, as principais barreiras no domínio da eficiência energética estão relacionadas com:

  • A falta de informação e conhecimento sobre a utilização racional de energia elétrica e a adoção de hábitos e boas práticas associadas;
  • O processo interno de decisão em matéria de utilização racional de energia elétrica, pela inexistência de recursos humanos qualificados para o efeito.

Por esse motivo, justifica-se a adoção de medidas para promover a melhoria da eficiência no consumo de energia elétrica em equipamentos e serviços sob a gestão da administração local autárquica, através da formação e capacitação de gestores municipais de energia.

Também o Programa de Eficiência Energética na Administração Pública (ECO.AP) e o PNAEE 2013-2016 (Plano Nacional de Ação para a Eficiência Energética/Estratégia para a Eficiência Energética – PNAEE 2016) têm como objetivos a melhoria da eficiência energética, nomeadamente a obtenção de 30% de poupança energética até 2020, nos serviços, organismos da administração pública e equipamentos públicos e o combate ao desperdício e à ineficiência dos usos de energia, promovendo a alteração de hábitos e comportamentos.

É neste âmbito que a ADENE, com o financiamento do Plano de Promoção da Eficiência no Consumo” (PPEC) da ERSE e no quadro da sua atividade no domínio do apoio às políticas públicas, promove uma medida de carácter intangível, na área da eficiência no consumo de energia elétrica nos serviços e equipamentos da administração local.

Objetivos

Esta medida tem como objetivo principal a realização de ações de formação para “Gestores Municipais de Energia” dos municípios de Portugal Continental, visando a aquisição e reforço de conhecimentos e competências de técnicos locais no uso eficiente da energia elétrica.

Tendo como parceira a RNAE – Associação das Agências de Energia e Ambiente (Rede Nacional), a medida compreende a conceção, desenvolvimento e implementação de um plano nacional de formação de “Gestores Municipais de Energia” (GME), o qual permitirá aos formandos:

  • a especialização no uso eficiente da energia elétrica, no sentido de identificar oportunidades de melhoria de eficiência e promover a alteração de hábitos e comportamentos.
  • o acompanhamento dos contratos de eficiência energética através da implementação de Planos de Verificação e Medição.
  • adquirir e/ou reforçar o grau de conhecimento em energias renováveis direcionada para a produção de eletricidade.
  • adotar estratégias de redução de consumos de energia elétrica, através de boas práticas adquiridas na formação de GME.

As ações de formação a realizar serão frequentadas por aproximadamente 600 técnicos, quer dos Municípios, como das Comunidades Intermunicipais, bem como representantes da ANMP – Associação Nacional de Municípios Portugueses e da ANAFRE – Associação Nacional de Freguesias.

Esta medida estende à administração local as iniciativas realizadas pela ADENE no quadro do Programa ECO-AP, sendo que a criação da figura de Gestor Municipal de Energia, e respetiva formação, dotará o setor de recursos humanos qualificados na área da eficiência energética, conduzindo a uma melhoria do funcionamento dos serviços e equipamentos municipais.

Métodos Pedagógicos

O desenvolvimento da medida será realizado em 4 fases:

  • 1ª fase – promoção e divulgação;
  • 2ª fase – conceção e desenvolvimento
  • 3ª fase – implementação das ações de formação;
  • 4ª fase – divulgação do projeto

1ª fase – promoção e divulgação

A promoção e divulgação da medida junto dos municípios do Continente serão realizadas em colaboração com a RNAE, Comunidades Intermunicipais (CIM), Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) e Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE).

2ª fase – conceção e desenvolvimento

A conceção e desenvolvimento do plano de formação inclui o desenvolvimento de material de formação, a definição do calendário das ações de formação e da equipa de formadores e a identificação dos municípios onde serão realizadas as ações de formação e dos técnicos candidatos à frequência da mesma.

3ª fase – implementação de Ações de Formação

Serão realizadas 40 ações de formação, correspondente a um universo de 278 Municípios e 25 Comunidades Intermunicipais, pelo que o número de gestores municipais de energia a formar deverá ser de cerca de 600.

4ª fase – divulgação do projeto

A divulgação compreenderá a criação de uma área específica no Portal da ADENE para a formação, onde será disponibilizada informação relevante sobre o projeto, bem como a publicação de notícias em boletins municipais e na imprensa regional e local.

Benefícios da medida

Esta medida foi concebida para contribuir para os objetivos da implementação do Programa ECO.AP, que determina a obtenção de 30% de poupança energética até 2020, nos serviços, organismos da administração pública e equipamentos públicos. Contribui ainda para uma utilização mais eficiente da energia elétrica, através da promoção da alteração de hábitos e comportamentos.

Conteúdos programáticos

  • Programa de Eficiência na Administração Pública – ECO.AP
  • Introdução à energia – principais conceitos
  • Caracterização energética de instalações
  • Sistema de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior em Edifícios
  • Sistemas de energia solar e de biomassa
  • Auditorias energéticas e planos de racionalização energética
  • Plano de Ação para a Eficiência Energética – PAEE
  • Contratos de gestão de eficiência energética

Destinatários

Técnicos da administração local (autarquias) e das Comunidades Intermunicipais, preferencialmente os responsáveis pela gestão de instalações e equipamentos municipais que detenham qualificações académicas ou formação de base na área da energia.

Certificado de Formação

No final do Curso é entregue um Certificado de Formação a cada um dos participantes.

Preço

000,00€ + IVA

Carga Horária

Laboral 32 horas

Tipo de Ensino

Presencial

Informações

formar@adene.pt

Texto

 

Close Menu

Este site usa cookies. Ao continuar a navegar, concorda com a utilização dos cookies do nosso site. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close